domingo, 12 de julho de 2015

Regulamentação Jogos Online Portugal - Suspensão de jogos a dinheiro real

Como calculo que já sabem, a Pokerstars e a Fulltilt anunciaram que vão fechar o acesso dos portugueses aos jogos de dinheiro real. 

Já grande parte das skins da ipoker tinham informado os jogadores que iam deixar de trabalhar com o mercado português, mas, ao menos,  a pokerstars e a fulltilt anunciaram que se iam candidatar a licenças no novo mercado.

A regulamentação dos jogos online era algo falado há anos e que, como grande parte dos grandes assuntos, sempre foi um tema controverso.

Há sempre quem tema a regulamentação, não só porque todas as mudanças são por vezes assustadoras, mas porque a confiança nas decisões políticas dos governos portugueses é, em grande parte, nula.

Numa situação ideal, um jogador que ame o poker ao ponto de querer fazer disso profissão, ficaria satisfeito por poder assumir-se como jogador de poker profissional. 
No entanto, a constante incapacidade do governo português em matérias de tributações, saúde, ensino, numa clara demonstração de falta de visão de futuro e estudo do passado, tornam qualquer optimista apreensivo.

Na altura que saiu o "rascunho"  da lei, li na diagonal algumas coisas, mas não tenho conhecimentos para analisar a lei de forma correcta e profunda.

Uma coisa que salta à vista e desagrada é ver o poker, um jogo que eu adoro, na categoria de jogos de azar. Pôr no mesmo saco roleta, poker e euromilhões é admitir que se desconhece os jogos e a própria matemática.

Pontos positivos:
Para mim, o grande ponto positivo é o facto do mercado português não ser fechado. Podermos jogar/apostar contra jogadores internacionalmente seria o mínimo para assegurar a continuação dos jogos online em Portugal.
Gosto do facto de poder escolher trabalhar com as e-wallets (Neteller, Moneybookers/Skrill) ao invés de ter de ficar associada a uma conta bancária (lembro-me que para fazer levantamentos na stars francesa tinha de ser através conta bancária, mesmo que o depósito tivesse sido por carteira virtual).
Para muitos é também visto como positivo o facto de uma pessoa a jogar em Portugal não ser directamente tributada. Se isso implica uma carga fiscal sobre as operadoras que vai desincentivar a candidatura a licenças, ou as condições apresentadas aos jogadores é algo que iremos saber com o tempo.
Vamos ver o quão apetecível vai ficar Portugal aos jogadores de outros países. (noto por exemplo vários acessos da parte de Espanha nos últimos dias)

Li também comentários de jogadores preocupados com o facto de Portugal ter suspendido os jogos a dinheiro real enquanto decorre o processo de regulamentação, embora concorde que, mais uma vez, haveria outra forma de resolver a situação, não acho que isso seja sinal de nada.

Lembro-me que na Bulgária os jogadores e apostadores deixaram de ter acesso aos sites e isso não impediu as casas de obterem licença num mercado que ficou aberto (ao contrário do mercado francês e espanhol).

Se tiverem informações deixem comentários, é importante discutir o assunto e partilhar as novidades que forem surgindo.

Para quem se sentir um pouco perdido, recomendo estar atento aos sites:
Turismo de Portugal - entidade responsável pela regulamentação do jogo online
ANAO - Associação Nacional de Apostadores Online - recomendo especialmente a leitura das FAQs sobre o RJO (Regime Jurídico dos Jogos e Apostas Online)
Pokerpt - comunidade de jogadores de Poker Portugueses, os jogadores têm partilhado informações e dúvidas nalgumas notícias como a da suspensão por parte da pokerstars.
Aqui e no facebook, vamos partilhar também o que soubermos.

Não fico feliz por este período em que não podemos jogar a dinheiro, nestes últimos dias recordo os jogadores dos EUA quando acordaram com o acesso bloqueado, mas nós sabíamos que mais cedo ou mais tarde algo tinha de mudar.

Temos  mais um dia para nos "despedir" e espero que seja um "até já" breve.

See you again :)



Nota: Este artigo foi escrito "à antiga"

Sem comentários:

Publicar um comentário